Descubra as diferenças entre os alimentos orgânicos e agroecológicos
10/11/2020

Descubra as diferenças entre os alimentos orgânicos e agroecológicos

Forma de produção e fator humano diferenciam os dois tipos de produtos

De fato, o consumo de alimentos vem passando por muitas mudanças nos últimos anos. Aliás, a alimentação saudável está sendo cada vez mais priorizada e isso também influenciou os trabalhos no campo. Afinal, os agricultores buscam ainda mais alternativas para oferecer produtos melhores e mais naturais. Mas hoje queremos te fazer uma pergunta: você sabe a diferença entre os itens orgânicos e agroecológicos?

Este é o assunto do nosso texto. Continue a leitura e conheça os detalhes destes dois tipos de alimento!

Semelhanças entre os produtos

Primeiramente, antes de revelar as diferenças queremos mostrar que estes dois tipos de produto contam com uma semelhança muito importante.

Portanto, tanto os orgânicos quanto os agroecológicos não utilizam defensivos agrícolas na lavoura e são opções mais saudáveis.

Dessa forma, os alimentos oferecem alguns benefícios como, por exemplo:

? Prevenção de doenças, já que não usam substâncias prejudiciais em seu desenvolvimento;

? Mais nutrição e sabor, pois são produzidos com solos ricos e não recebem produtos que alteram seu gosto;

? Preservação da qualidade da água pela ausência de produtos químicos, que podem poluir lagos e rios;

? Proteção dos recursos naturais e eliminação do risco de contaminações químicas no solo e no ar;

? Melhoria dos trabalhos do campo, pois a produção de alimentos orgânicos e agroecológicos contribui para a movimentação do setor e dos profissionais da área.

Agroecológicos e orgânicos: entenda a diferença

Conforme citamos no início do texto, existem alguns fatores que distinguem os dois tipos de alimento. Veja quais são eles:

Conceitos

De acordo com especialistas, a agricultura orgânica surgiu por volta de 1920 através de manifestações que lutavam a favor de plantações baseadas em processos biológicos naturais.

Mas de uma forma simples, os alimentos orgânicos são aqueles que não utilizam agrotóxicos, sementes genéticas modificadas e fertilizantes sintéticos. Além disso, na pecuária, os gados são criados sem remédios ou hormônios.

Como você viu acima, os produtos agroecológicos também não utilizam itens que possam prejudicar o solo, as plantas e a saúde das pessoas.

No entanto, a grande diferença com a agricultura orgânica é que seu principal princípio é a diversidade e o fator humano.



Desse modo, a agroecologia já é considerada uma ciência e um movimento social. Pois suas práticas valorizam as sementes tradicionais e cultivam o poder de produzir alimentos em harmonia com a natureza e a cultura local.

Produção

Um das principais diferenças entre os alimentos orgânicos e agroecológicos está em sua produção e na presença do fator humano.

No primeiro caso, os itens podem ser produzidos em latifúndios mecanizados e com pouco envolvimento dos trabalhadores do campo.

No entanto, a agroecologia prioriza a valorização de técnicas pré-industriais que ainda usam a agricultura familiar como base. Pois são menos agressivas ao ecossistema e buscam respeitar ao máximo recursos como a água e o solo.

Ou seja, os defensores deste método afirmam que não é apenas a máquina que faz os serviços, mas sim a relação do homem com a terra.

Assim, os alimentos são produzidos livres de contaminantes, protegem a biodiversidade, contribuem para a criação de trabalho e respeitam as formas de produção tradicionais.

Gostou de conhecer as principais diferenças entre os alimentos orgânicos e agroecológicos?

Como você viu não se trata apenas das características dos produtos finais, mas sim da forma como eles são produzidos.

No entanto, nos dois casos é possível ver a preocupação com a saúde do consumidor. Este valor também está muito presente na Innovak, que produz e comercializa bioestimulantes capazes de deixar a sua produção ainda mais saudável desde a raiz.

Quer conhecer um pouco mais sobre as nossas soluções? Acesse agora mesmo o nosso site e confira!

E se você quer saber algumas ações que podem oferecer resultados melhores no campo, leia a nossa matéria com 5 dicas indispensáveis!


Compartilhe:

Subir