Veja quais ações podem eliminar os problemas do clima semiárido na sua produção agrícola
11/01/2021

Veja quais ações podem eliminar os problemas do clima semiárido na sua produção agrícola

Descubra como evitar que as condições climáticas interfiram em seus resultados

Se você trabalha no ramo da agricultura, sabe como o clima pode interferir em suas tarefas diárias. Aliás, para ter resultados positivos na produção agrícola, é fundamental estar preparado para as mudanças climáticas ao longo do ano.

Por isso, hoje queremos falar sobre os desafios dos plantios em locais semiáridos.

Então, se deseja saber mais, continue a leitura e confira as informações que separamos para você!

O clima semiárido

Em primeiro lugar, antes de citar ações que podem superar as barreiras do clima, falaremos sobre o que são os locais semiáridos.

Portanto, tratam-se de ambientes com temperaturas acima de 28° com média anual de 25°.

Desse modo, os locais sofrem com baixa umidade do ar, longos períodos de estiagem e com chuvas escassas e mal distribuídas.

De fato, no Brasil este é o clima mais quente. De acordo com especialistas, o semiárido predomina em nove estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e norte de Minas Gerais.

Mas, vale lembrar que, quando falamos sobre a abrangência mundial, a situação marca presença em grande parte da América do Norte, África, Europa, Ásia e Oceania.

De acordo com especialistas, a economia agrícola nestas áreas é caracterizada por atividades pastoris, que inclui a criação de gado, caprinos e ovinos, além do plantio de culturas resistentes à estiagem, como algodão, mandioca, cana-de-açúcar e grãos de milho e feijão.

Como vencer os desafios do clima na produção agrícola?

Sem dúvida, este cenário oferece grandes desafios para o agronegócio.

Aliás, por conta dos baixos registros de chuva, produzir com a seca é uma dificuldade predominante.

No entanto, a tecnologia se apresenta como uma forte aliada para vencer os obstáculos e impactos da falta de água.

Mas, além de buscar alternativas para superar a ausência da água, é primordial apostar em ações que busquem pesquisar novidades do segmento e soluções que desenvolvam os sistemas de produção e contemplem as culturas, os animais, o uso de insumos, a nutrição das plantas, as necessidades hídricas e os aspectos fitossanitários. 




Desse modo, a tecnologia conta com a capacidade ideal para auxiliar no desenvolvimento do agronegócio, principalmente através de softwares de gestão que transformam os dados coletados em informações que podem garantir vantagens.

Assim, é possível entender as espécies e variedades cultivadas, as melhores datas para plantar e descobrir qual a maneira adequada para realizar a distribuição das culturas no plantio.

Além disso, em climas semiáridos, a tecnologia auxilia na agilidade dos produtores, assegurando que eles identifiquem demandas de forma rápida e eficaz, ajudando a reduzir custos, diminuir desperdícios e utilizar economia sustentável.

Ou seja, o uso correto dessas informações é essencial para promover melhorias para a produção agrícola e para ajudar os produtores a vencerem os desafios deste tipo de região, melhorando o relacionamento com os clientes e deixando os processos cada vez mais simples.

Adaptação é fundamental neste setor

De fato, as mudanças climáticas podem causar danos para a produção agrícola. No entanto, a adaptação faz parte deste setor, que costuma driblar os problemas e vencer os desafios de diferentes climas.

Algumas práticas, como a aprimoração do manejo das culturas e a otimização do uso do solo já são conhecidas. Mas, como você viu acima, existem recursos tecnológicos que podem ajudar o segmento.

Aliás, temos um texto em nosso blog que destaca quais tecnologias podem tornar o seu plantio ainda melhor.

Leia agora mesmo e fique por dentro do assunto!

E se quiser conhecer soluções bioestimulantes para diferentes culturas, acesse o nosso site e encontre a opção ideal para ter mais qualidade em seus resultados!



Compartilhe:

Subir