safra de milho e soja
17/02/2021

Produção de milho: safra deve atingir volume histórico em 2020/2021

Plantio de soja também pode ter aumento considerável durante a temporada

Mesmo com as dificuldades enfrentadas em 2020, o ano da pandemia, a produção de milho deve atingir seu maior volume da história.
De acordo com dados levantados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra 2020/2021 vai alcançar 105,2 milhões de toneladas. Desse modo, será registrado o aumento de 2,6% sobre o ciclo anterior.
Ao longo deste texto, vamos revelar mais dados sobre a colheita deste ano e mostrar algumas dicas para ter resultados cada vez melhores.
Quer saber mais? Então, continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que a pesquisa da Conab revela?

Conforme citamos no início do texto, a produção de milho deve apresentar números ainda maiores este ano.
Aliás, o aumento da competitividade do Brasil no mercado internacional e o maior consumo interno de grãos, deve estimular os plantios iniciados em julho.
A área plantada com milho, por exemplo, deve atingir 19,9 milhões de hectares, somando o aumento de 7% em comparação ao ano anterior.
Segundo a pesquisa, no consumo doméstico, é projetado um volume de 71,8 toneladas, o que representa aumento de 4,6%.
Já nos casos de importação, foi mantida a quantidade de 900 mil toneladas, assim como na safra anterior.
Dessa forma, o estoque final deve ser de 9,7 toneladas, representando uma queda de 7,2% em relação ao ano anterior.
No entanto, segundo especialistas, em fevereiro de 2022 o Brasil deve ter milho suficiente para atender a demanda total por um período de 1,6 meses.
A plantação de soja também tem grande potencial para produzir até 133,6 milhões de toneladas nesta temporada. De acordo com a pesquisa da Conab, a área destinada ao alimento deve ocupar cerca de 37,8 milhões de hectares, 2,5% a mais que a safra 2019/2020.

Demanda

As previsões para consumo de milho em 2020/2021 indicam aumento de 7%. Dessa forma, 72 milhões de toneladas devem ser consumidos e cerca de 39 milhões de toneladas do grão devem ser exportadas.
Portanto, é provável que os preços do milho sejam mais elevados, chegando a R$ 42,32 a saca de 60 quilos entre maio e junho deste ano.
Já no caso da soja, a Conab acredita que o Brasil possa produzir o volume recorde de 86,4 toneladas em 2021. O preço de 60 quilos da oleaginosa deve atingir R$ 85,8 ainda no primeiro semestre.



Dicas para alavancar a produção de milho e soja

Como você viu, a expectativa é grande para a safra atual. No entanto, algumas medidas podem ajudar a aumentar a produtividade no campo e garantir resultados ainda melhores.
Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem ajudar a melhorar a sua colheita. Veja:

Preparo do solo

Primeiramente, o recomendado é analisar o solo e identificar suas necessidades. Com isso, é possível entender qual o tipo de tratamento ideal e preparar o ambiente para receber as culturas.

Manejo fitossanitário

Sem dúvida, para ter bons resultados, é fundamental monitorar a lavoura com frequência e ficar de olho em algumas doenças que podem aparecer durante o plantio.
Realizar um monitoramento constante pode te ajudar a evitar problemas e grandes prejuízos.

Soluções bioestimulantes

Por fim, a dica é apostar nos bioestimulantes, que são capazes de cuidar desde as raízes até os frutos e garantir que o produto final seja sinônimo de saúde e qualidade.

Um bom exemplo é o RHIZOXFERA® da Innovak Global, que atua como bioestimulante que tem como oferta aumentar a produtividade, incrementando a exudação radicular, potencializando a simbiose entre os microrganismos inoculados, aumentando a fixação biológica de nitrogênio no cultivo específico de soja.
Assim, a cultura ganha maior aporte de nitrogênio, tendo maiores condições de expressar seu potencial produtivo. Veja outras vantagens que você pode conferir clicando aqui.

Se você gostou do nosso texto e quer saber mais sobre o universo da agricultura, continue acessando o nosso blog para ler outros conteúdos cheios de dicas para sua produção!

Além disso, compartilhe o nosso texto para que mais pessoas fiquem por dentro das notícias sobre a produção de milho e soja nesta temporada!


Compartilhe:

Subir