folhosas
17/02/2021

Folhosas: descubra quais as perspectivas do mercado para 2021

Saiba quais são as folhas mais consumidas pelos brasileiros 


Inegavelmente, quando falamos sobre folhosas, a primeira imagem que pensamos é de folhas verdes como couve e alface, não é mesmo? No entanto, existem outras variedades que oferecem inúmeros benefícios para a saúde e ajudam a movimentar a agricultura nacional e mundial.

Por isso, no texto de hoje iremos citar as hortaliças mais consumidas no Brasil e falar sobre as perspectivas do mercado para 2021.

Além disso, também vamos destacar algumas tendências para este ano. Então, continue a leitura e saiba mais!


Benefícios das folhosas para a saúde 


Sem dúvidas, as folhosas oferecem muitas vantagens para a saúde. Primeiramente, este tipo de hortaliça é fonte de vitaminas, aminoácidos, gordura boa, sais minerais e proteínas que cuidam da manutenção do organismo e reduzem riscos de desenvolvimento de algumas doenças, como: obesidade, anemia e pressão alta.

Além disso, por serem fontes de fibras, as folhosas ajudam a flora intestinal e oferecem maior sensação de saciedade, auxiliando na perda de peso. Da mesma forma, os alimentos proporcionam mais energia e garantem ótima disposição durante as atividades diárias.

Para completar, as hortaliças influenciam na beleza externa, promovendo melhorias na pele, cabelos mais hidratados e unhas mais fortes.


As folhas mais consumidas no Brasil 


De fato, o Brasil é um país com temperatura favorável, solo rico e grande variedade de alimentos. Mas, quando falamos em folhosas, você sabe quais são os tipos mais consumidos em nosso país?

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as folhas mais consumidas no Brasil são:

• Acelga;

• Agrião;

• Alface;

• Almeirão;

• Bertalha;

• Cheiro Verde;

• Chicória;

• Couve;

• Endívia;

• Espinafre;

• Mostarda;

• Repolho;

• Rúcula;

• Taioba.


Os impactos da pandemia


Antes de revelar o que o mercado espera para a produção de alfaces e outras folhas neste ano, queremos falar sobre os impactos causados pela pandemia.

Infelizmente, a crise do Covid-19 fez com que o consumo deste tipo de alimento caísse durante as medidas de isolamento social.

Desse modo, os preços das folhosas caíram cerca de 15,2% em 2020. Além disso, também houve redução de 11,7% na área de plantação das hortaliças.



Expectativas para 2021


Além dos problemas causados pela pandemia, a falta de chuva, especialmente em São Paulo, também desanimou alguns produtores.

Por isso, de acordo com especialistas, a expectativa para a cultura de alface neste ano é de recuperação. Afinal, o sentimento ainda é de cautela, já que a seca entre setembro e novembro de 2020 prejudicou o plantio.

Portanto, é provável que a disponibilidade do produto diminua durante os primeiros meses de 2021. Mas, com a esperança de retorno do funcionamento do comércio, a procura deve aumentar, inspirando perspectivas mais satisfatórias.


Tendências para o mercado


Segundo especialistas, algumas tendências podem melhorar os resultados de produtores de folhosas nos próximos anos.

A primeira delas é apostar no maior controle sobre o processo, para aumentar produtividade e reduzir custos com produção.

Isso, sem dúvida, inclui o uso de bioestimulantes, que proporcionam plantios mais saudáveis e produtivos.

Além disso, o ideal é que o uso da tecnologia aumente e proporcione cada vez mais, melhorias na gestão agrícola. Desse modo, será possível reduzir gastos e até mesmo desperdícios.

A Innovak Global conta com soluções que estimulam as culturas desde a raiz, maximizam resultados e amenizam os riscos de incidência de doenças e outros problemas.

Então, se você deseja conhecer as nossas opções e encontrar o item ideal para sua produção, confira agora os produtos disponíveis!




Compartilhe:

Subir