Estresse nas plantas: saiba como reduzir os riscos que podem afetar o seu plantio
11/01/2021

Estresse nas plantas: saiba como reduzir os riscos que podem afetar o seu plantio

Veja quais cuidados podem manter o bom desenvolvimento das culturas

Você já ouviu falar sobre estresse nas plantas? Assim como os seres humanos e os animais, as plantas também sofrem com reações causadas por situações consideradas estressantes. Este é o assunto do nosso texto, que vai revelar como funcionam estas condições e qual o melhor caminho para evitar o problema.

Ficou com alguma dúvida? Então, continue a leitura e descubra como livrar seus plantios deste risco!

O que é estresse nas plantas?

Primeiramente, queremos revelar como funciona esta situação, que pode oferecer alguns perigos para suas culturas.

Portanto, o estresse nas plantas é uma reação adversa às condições ambientais que prejudica o crescimento vegetal.

Quando isso acontece, as plantas passam a utilizar sua reserva de energia para manter seu desenvolvimento.

No entanto, com o gasto excessivo de energia, a planta vai diminuindo sua produção e pode até mesmo morrer.

Existem dois diferentes tipos de estresse. O primeiro é causado por agentes bióticos, como insetos, pragas e fungos. Já os ataques abióticos, são aqueles causados por fatores como déficit hídrico, excesso de luminosidade, altas e baixas temperaturas, ventos, geadas e granizos.

De acordo com especialistas, as principais causas deste problema são a falta de nutrientes, de água ou calor excessivo.

Aliás, os problemas com ausência de água e excesso de calor são mais difíceis de serem previstos e controlados. Por isso, exigem ainda mais atenção.

Além disso, o estresse nas plantas também está associado com alguns fatores que limitam seu crescimento, como acesso a pouca luz, excesso de nutrientes na terra, muita água e até mesmo temperatura desregulada.

É importante destacar que ao contrário da maioria dos animais, as plantas não regulam sua temperatura interna e dependem do ambiente climático para atingirem seu equilíbrio térmico.

Uma boa maneira para identificar o estresse nas plantas, é analisar sua aparência.

Dessa forma, caso estejam com folhas amareladas e murchas, as plantas podem estar sofrendo com o excesso de água. Já em casos de folhas mais finas e frágeis, o problema pode estar sendo causado pela falta de iluminação.

Dicas para solucionar o problema

Sem dúvida, o estresse é totalmente prejudicial para as plantas. No entanto, quando o problema é eliminado, as culturas podem retornar ao seu estado normal.

Portanto, para minimizar os riscos, uma série de cuidados são recomendados.

Primeiramente, é essencial reorganizar a rotina e realizar uma análise para identificar o que pode estar causando esta condição.

Mas, existem outras ações que devem ser priorizadas. Conheça mais sobre elas a seguir!

Oferecer boas condições de solo

Inegavelmente, é essencial cultivar plantas em solos que tenham pH e espaço adequados para o bom desenvolvimento das culturas. Desse modo, é possível ajudar as raízes a absorverem mais nutrientes.

Este, é um fator muito importante. Afinal, a deficiência de nutrientes pode representar um problema sério para as plantas quando combinada com outros estresses. Pois, a energia é necessária para a resposta de aclimatação e os micronutrientes são essenciais para a ativação de muitas enzimas eliminadoras de radicais livres.

Além disso, é importante explicar que, para escolher o solo correto, é fundamental considerar a drenagem da água. Pois, as raízes apresentam dificuldades para obter oxigênio quando há muito ou pouco líquido no local.

Buscar a luz adequada

Conforme já citamos ao longo do texto, a iluminação é primordial para evitar o estresse nas plantas.

Portanto, se não há luz suficiente, a cultura tem seu crescimento prejudicado. Mas, em casos de excesso de luz, as folhas podem ficar queimadas e fracas.

Portanto, o ideal é tentar posicionar a planta diretamente sob o sol para uma exposição saudável e adequada.

Utilizar soluções eficientes

Por fim, é indispensável o uso de soluções que auxiliem a evitar o estresse nas plantas e todos os problemas que a condição pode causar.

Por isso, queremos te apresentar o ECCA Carboxy, uma tecnologia desenvolvida e patenteada que conta com uma mistura única baseada em extratos concentrados de cascas agrícolas. A solução tem a capacidade de bioestimular a parte aérea e a raiz, potencializando seu metabolismo de maneira diferenciada.

Então, se deseja eliminar os riscos de prejuízos no crescimento e nutrição de suas culturas e promover a rápida recuperação das suas plantas, clique aqui para conhecer mais detalhes sobre este e outros itens da Innovak Global.

E se gostou do nosso conteúdo, continue de olho em nosso blog para acompanhar as novidades do mundo do agronegócio!



Compartilhe:

Subir